Seriam os ingleses anti-sociais?

Esse post foi lido 5167 vezes.

Importante ter amigos…

Já faz um tempo que não escrevo sobre a vida na Inglaterra, então vou escrever sobre algo que prometi lá em 2011, no finzinho do post sobre pessoas introvertidas, quando disse que escreveria sobre o mito de que os brtitânicos são frios e anti-sociais.

Preciso começar explicando que essa é a minha experiência e que de forma alguma eu pretendo generalizar todos os britânicos.

Depois de 10 anos nesse país, percebi que na verdade de frio, os britânicos com os quais eu lidei,  não têm nada. Mas a personalidade deles é mais introvertida. Ou seja, eles não vão invadir o seu espaço, a sua privacidade, os seus horários.

Mas conheço britânicos extrovertidos (na maioria escoceses) e britânicos que fizeram amizades com seus vizinhos, com pessoas que conheceram durante as férias, ou que trabalharam juntos.

O que existe é uma resistência de ser como – a maioria dos – brasileiros. Aquela coisa livre e que pode ser muito boa de fazer churrasco em cima da hora, de chegar 3 horas atrasado, de ligar qualquer hora do dia ou da noite pra conversar. De fazer festa no meio da rua e de que qualquer desculpa é boa pra uma bagunça.

O maior aspecto é que mesmo quando se faz amigos, as amizades são diferentes. Não existem muitos livros abertos. Os britânicos reservam seus problemas, suas neuras, seus segredos para um grupo seleto de pessoas, ou somente para eles mesmos. Não existe muito chororô ou reclamação. Os encontros são para falar de coisas interessantes, felizes, positivas e colocar a conversa em dia. O que está acontecendo em nossas vidas, quais são nossos planos, o que mudou desde que nos vimos da última vez.

Rola muito álcool. Muito vinho, muita cerveja, muita coca-cola com vodka e muita cidra. Mas de novo, existem os alcoólatras, os que sabem beber, e os que não bebem nem uma gota. Muitos bebem para soltar a inibição, e se socializarem sem vergonha. E todos, na maioria das vezes, e na minha experiência, se entendem.

Agora um dos pontos que muitos brasileiros estranham quando chegam aqui é o fato da dificuldade de se conhecer e fazer amigos. Para ser sincera eu não consigo identificar se é um problema porque quando a gente vem para cá, já somos adultos e todo mundo já tem suas amizades formadas (pesssoal que mora no Brasil ou em outros lugares no mundo, como é fazer novos amigos por aí?) , ou se é porque nos identificamos melhor com outros brasileiros e o grupinho acaba sendo o mesmo. Tenho exemplos de uma amiga inglesa que fiz onde trabalhei, e uma vizinha inglesa com a qual tentei criar um vínculo e que acabou não firmando. O restante dos amigos vieram da bagagem de Mr. W, ou são estrangeiros.

No meu exemplo também, por ser introvertida, não sou de precisar ou querer muitos amigos. Sempre fui de poucos amigos, aqueles de novo, que sabem todos os meus segredos e perturbações. Gosto de coleguinhas, que fazem um papel essencial de trocar notícias, opiniões, conselhos, de elevar a auto-estima por nos fazer sentir queridos.

A verdade é que o fato de onde uma pessoa vem não vai facilitar fazer essas amizades. Só porque alguém é brasileiro, não quer dizer que o entrosamento vai acontecer. Tenho muitos exemplos em que não rolou. Só porque alguém é britânico, não quer dizer que vão ser antipáticos, frios e distantes. Tenho muitos exemplos de pessoas queridíssimas que são britânicas.

Mas provavelmente vai querer dizer que para conhecê-los você vai precisar de um ambiente (trabalho, vizinhança, academia, escola, parceiro) e para encontrá-los você vai precisar umas boas semanas de antecedência, e quando se encontrarem, a conversa não será muito de íntimo pessoal, o que cá entre nós, brasileiro vive falando pra cada um cuidar dos seus problemas, não é o ideal?  :-bd

 

Então fica registrada aqui a minha opinião. O britânico pode ser percebido como frio e distante por não serem tão calorosos e próximos como brasileiros podem ser. Mas isso seria mais um ponto de vista, uma percepção e que se você vier para cá, pode causar um choque. De não ter pessoas estranhas conversando com você, de narizes enfiados em jornais e telefones quando você estiver no trem ou no metrô. De caras fechadas cruzando a sua andando na rua. Mas se a sua experiência for a mesma que a minha, com o tempo você vai ver que é uma questão de adaptação e de ajustes. De ter que suar pra conseguir fazer amizades e coleguismos darem certo. E que com o tempo fica difícil manter o sorriso com o tempo cinzenta e ventinho frio soprando no rosto (incrível como o clima muda a fisionomia do pessoal aqui nessa terra) e quando voltar pro Brasil o que vai te chocar é como os brasileiros têm se tornado cada vez mais como a percepção que temos dos ingleses.

Notinha: Para esclarecer um mal entendido que pode acontecer quando usando a língua inglesa, o “anti-social” na verdade aqui é traduzido como bardeneiro e maloqueiro. São pessoas que causam uma problema para sociedade e daí vem o anti-social. Pessoas que  que arrumam brigas, que ouvem música muito alta, que andam de moto onde não deveriam, etc. Essas pessoas podem receber uma A.S.B.O (anti-social behaviour order – ordem pública de comportamento anti-social) e serem proibidas de freqüentar certos locais, de terem rádio dentro de casa, ou até de serem expulsas de onde moram.

5 clique(s)

8 comments to Seriam os ingleses anti-sociais?

  • Ana

    Leleizinha adorei o post! Ja estava com saudade dos teus posts ha algum tempo :-) Ah! Tu podes ser introvertida mas nao tem como nao perceber que tu tens um carisma na forma de docura e calma, a primeira impressao e a que conta ;-) Gostei da expresassao "amigos vieram da bagagem do Mr." :-) ri sozinha agora :-) o meu caso e o mesmo, ainda bem que fui bem recebida pelos amigos que vieram na bagagem do Mr.frost, um casal em especial o C&D (lembra da little Gracie) entao, dos pais dela, ele ingles e ela welsh, nos duas tivemos ja na primeira visita uma sinergia imediata. Na parte do alcool, o meu marido e um caso, bebe socialmente com moderacao, mas se tomar mais da conta continua com o mesmo comportamente, calmo e voz baixa :-) nao se nota nada, eu bem que tentei uma noite aqui em casa com caipirinha, a garrafa esvaziou e ele igual, resultado, na manha seguinte quem tinha hangover era eu! Fica bem, xxx

    • L.

      Awn obrigada pelas palavras doces Ana! :) Pois é isso mesmo, o que vale é a empatia, e como lidamos, independente da cidadania né?

      E que bom que Mr. Frost é cool com a bebida, também percebi que a maioria aqui resiste bem a quantidades que derrubariam uns brasileiros por aí, hehe. Boa semana! Beijos.

  • gostei muito do post, e concordo demais com vc! tbem fica essa duvida se a idade adulta já é diferente pra fazer amigos tbem (eu acho q sim)

    bjs

  • Pai coruja

    Que bom sería se algum deputado (pelo menos um vereador) fizesse uma lei estabelecendo um tipo de A.S.B.O (anti-social behaviour order)aqui no Brasil também. Resolvería muitos problemas rsrsrsrsrsrsrsrs.

    Beijossssssssssssssssssss

    Pai coruja

    • L.

      Oi pai. Talvez um dia eu escreva isso com mais detalhes (coloquei na fila de posts) tem seu lado bom, mas também causa uns problemas viu? Mas poderia ser uma idéia, com certeza! ;)

      beijão

  • Anônimo

    Eu conheço europeus de várias nacionalidades e brasileiros e posso dizer pela minha experiência que de todas as amizades que fiz, as que me arrependo de ter feito foi com brasileiros. Não há dúvida de que são comunicativos, é fácil fazer uma amizade, mas são superficiais. A maioria (se não todos) são fofoqueiros, falsos, mentirosos, sem valores morais, falam mal de você pelas costas e por dinheiro são capazes dos maiores trambiques.
    Já as amizades com europeus, embora sejam mais difíceis de conquistar são mais verdadeiras, leais porque são pessoas com um leque de valores morais mais bem firmado.
    Não foi minha intenção ofender ninguém com este comentário, apenas escrevi sobre as minhas várias experiências ao longo dos anos.

  • Oi Anônimo! Respeito seu comentário, apesar de discordar em alguns pontos, certamente concordo com outros! Tópicos para um outro post um dia desses? ;)

Leave a Reply